31 de out de 2011

Conto - Lovely Clouds (is like a Great Escape)


Olá amigos :-)

Depois de duas semanas sem postagens, temos conto novo! Quero comentários, hein =(

Sobre o título, foi tirado de trechos de duas músicas: uma do Suede (Lazy, link dela no YouTube e no 4shared) e outra do Blind Melon (No Rain, link dela no YouTube e no 4shared). Recomendo ouvir uma (ou ambas), especialmente durante a leitura. =)

Enjoy!


Lovely Clouds (is like a Great Escape)


Tic. Toc.

Aquele maldito relógio.

Tic. Toc.

Se pudesse quebrá-lo. Tirá-lo da parede e jogar no chão. Ou simplesmente desligá-lo.

Tic. Toc.

Mas permanecer entre os lençóis macios e desarrumados parecia ser mais importante no momento.

Tic. Toc.

Assim como em todos os outros momentos que vivia ultimamente.

Tic. Toc.

Três anos em um emprego ruim e monótono lhe permitiu renda para permanecer alguns meses em casa, após sua demissão. Assim, podia desfrutar do ócio.

(Tic. Toc.)

E que ócio! Há meses não fazia nada, com exceção de dormir, acordar, arrastar-se para o sofá, ler algum romance barato e ruim, e então voltar para a cama, comendo alguma coisa nos intervalos.

(Tic. Toc.)

Sabia que isso estava arruinando sua vida. Que estava entrando de livre e espontânea vontade em um mar de depressão.

Mas sabia também que era uma ótima fuga.

(Tic. Toc.)

Amigos às vezes faziam visitas, ou sua mãe, fazendo perguntas como “Por que não abre essas janelas?”, ”Você precisa realmente sair de casa!” ou “Qual foi à última vez que você tomou banho”, e todas as respostas a essas perguntas eram vagas e vazias.

Isso por que o significado dessas perguntas não lhe importava mais.

(Tic. Toc.)

Preguiça. Preguiça. A única sensação que dominava todo seu corpo e mente.

Poderiam a todo tempo reforças que haviam coisas a serem feitas. Preguiça ainda era sua única vontade.

(Tic. Toc.)

Preguiça e melancolia, melhor dizer. Sentia imensa preguiça de fazer qualquer coisa, o que trazia a melancolia à tona; e tanta melancolia lhe causava preguiça!

(Tic. Toc.)

Não sabia qual rumo sua vida iria tomar dali pra frente. Se iria conseguir reagir à tanta inércia, ou se iria sucumbir. Não sabia e não se importava.

(Tic. Toc.)

Só se importava em continuar na cama, mesmo com o maldito relógio lhe enlouquecendo.

Tic. Toc.

Fim

P.S: se você gostou do conto e quiser postá-lo em algum lugar, fico lisonjeada. MAS antes disso, fale comigo e quando eu liberar, poste os créditos, ou teremos problemas.

6 comentários:

  1. "Isso é sobre mim há algumas semanas?" Rs'

    Bruna, um grande pequeno texto, que, certamente, invade à fundo a vida de muita gente, muito bom! Simples, e incrivelmente poético... Por mais que não o fique claro logo de cara...

    Parabéns!

    ResponderExcluir
  2. =

    Adorei esse texto... é legal pegar uma situação banal e torna-la mágica. E tu faz isso da forma mais foda possível!! @_@

    Eu digo e não me canso, que você num curto espaço de tempo, constroi personagens profundos e apaixonantes. Se já não te amasse, me apaixonaria ao ler o que escreve ehehe

    beijos maninha, sempre caminhando para a perfeição não-mainstream !! \o

    ResponderExcluir
  3. Lembrei de mim msm...hehe...em aguns momentos na vida!

    ...e, como disse a colega acima, que conta a situação de muitas pessoas reais!

    Foi curto mas com profundida, gostei!

    ResponderExcluir
  4. Seus textos, parecem minha vida.
    Vc escreve tão bem menina.

    ResponderExcluir
  5. O q temos aqui,é o oblomovismo contado ;D
    Tu parece mt a personagem do Diario de Nina Lugovskaia,ela tinha grands idéias mas a indisposição n fzia ir mto adiante,ou não tão adiante quanto gostaria,msmo assim mantinha um diario das ocorrencias do dia,e pensamentos,impressões,lamentações...

    Ja q tu me fez conhecer duas bandas e duas musicas novas,penso star em divida e vou compartilhar uma banda q corre o risco de ja ser conhecida,pod ser? aceit,por fvor LoL

    Tem cmo dfinição em alguns blogs q flam sobre a banda, como musica contra apatia,pelo fato dos integrants morar em uma cidade em que imperava a apatia e n terem se juntado a esses cmportamentos de msmice dominantes,o inaceitavel é q tem apenas um album e eu pudia ouvir mais umas cem musicas dssa banda ou até mais,continuo na procura d bandas parecidas,até agora o mais prox q achei foi terry ryley

    Aki stá
    Young Marble Giants
    http://www.youtube.com/watch?v=aW4qqfJaLlo&feature=player_embedded
    http://www.youtube.com/watch?v=OvDMn5EgPBM&feature=related
    essa ultima musica,eu gsto do trecho em q stá dito ´´se sentindo cmo alguém q morreu,ensinand a si msm a ser a jovem não revelada´´

    tlvz por tu ter obsessão por guns n´roses n vai gstar d saber q era uma das fvoritas do kurt cobain,tbm era do renato russo,humm

    ResponderExcluir
  6. Olá, andei meio ausente do blog nesses dias, mas gostaria de agradecer por todos os excelentes comentários, Mona! Pelos elogios e pelas críticas, muito obrigada! E agradecer também pelas recomendações musicais, eu adorei *-*

    ResponderExcluir