24 de jan de 2011

Crítica - Velvet Goldmine (Filme)

Velvet Goldmine



Começando a sessão de críticas cinematográficas daqui, dificilmente poderia ser outro filme além de Velvet Goldmine. Quem me conhece sabe que sou ligeiramente obcecada por esse filme, então não podia ser diferente.

Pra começar, acho que é bom frisar que Velvet Goldmine não é um filme para todos. Pode parecer confuso, chato ou musical demais; mas se você gostar do estilo, será um filme inesquecível. O longa dirigido por Todd Haynes conta a história do astro de Glam Rock, Brian Slade (Jonathan Rhys Meyers), que nos anos 70, encenou sua morte no palco. 10 anos depois, o jornalista Arthur Stuart (Christian Bale), um antigo fã de Slade, é contratado para descobrir o paradeiro do astro desaparecido. Para isso, investiga o passado com pessoas que conviveram com Brian, tais sua esposa, Mandy Slade (Tony Collete), e Curt Wild, amante de Brian (Ewan Mc Gregor).

Aí começa o desenrolar da história. Contada em flashbacks, misturando a história de Brian com a do próprio Arthur, nós vamos aos poucos descobrindo toda a maravilhosa história que se esconde, e descobrimos o mundo do Glam Rock, que nos anos 70, revolucionou o mundo. 

E como sendo o Glam Rock o tema do filme, ele acaba de certa forma imitando a vida real. É impossível não relacionar Brian Slade com David Bowie, astro principal do Glam Rock, já que muitas passagens da vida de Bowie foram passadas a Brian. E impossível não reconhecer em Curt Wild os rockeiros Iggy Pop e Lou Reed, com também vários fatos da vida desses, e ambos foram apontados como amantes de David Bowie, mesmo que seja negado por ambos.
 
Essa mescla de fatos reais e fictícios dão a Velvet Goldmine o status de uma biografia fictícia, sendo que ao mesmo tempo, conta e não conta a história, sendo esse o mais marcante mérito do filme. Foi um trunfo e tanto colocar Oscar Wilde como o primeiro popstar, e suas constantes referências no filme são deliciosas.



Os atores estão muito bem nos filme. Jonathan Rhys Meyers faz um excelente Brian Slade; você nunca sabe ao certo o que Brian está pensando. E os toques de paixão, frieza e determinação do personagem estão completamente marcantes. 

Ewan Mc Gregor está perfeito, a mais apaixonante atuação do filme. Sua energia é vibrante para dar vida ao intenso personagem Curt Wild. E as cenas que demonstram a relação dos dois personagens, como o beijo com citação de Oscar Wilde e o passeio no parquinho ao som de Satellite of Love são marcantes e deliciosas.



Christian Bale faz um Arthur Stuart razoável, que cumpre bem seu papel no filme. Tony Collete está fabulosa como a mulher de Brian, demonstrando os controversos sentimentos de sua personagem.

A direção de Todd Haynes é totalmente impecável. Ele deixa o espectador confuso, e vai guiando através de um caminho que na maioria das vezes, causará muita surpresa a quem assiste o filme.
 
Fotografia linda e contrastante. Nos anos 70, um imenso colorido, que abusa de tons verdes e vermelhos sem nenhum dó, entre outras cores extravagantes. E nos anos 80, uma fotografia mais acinzentada e escura, como se para deixar bem claro a diferença entre as décadas.
 
Figurino igualmente belo e exuberante. As espalhafatosas e chamativas cores do Glam Rock, seus modelos ousados e andróginos estão no filme de todas as maneiras possíveis.
 
A trilha sonora é um dos pontos altos do filme, senão o mais marcante. Vários sucessos do Glam Rock na trilha, alguns covers, e outras em sua gravação original, farão aqueles fãs do gênero cantarolar elas seguidamente. No filme, pode-se reconhecer muitas músicas de Roxy Music, algumas de The Stooges, T. Rex, Lou Reed. Além dos covers regravados pelas bandas formadas especialmente para o filme, a The Venus in Furs e a Wylde Rattz. A falta mais marcante é a do próprio David Bowie, já que ele não autorizou suas músicas no filme. Mas mesmo assim, a trilha demonstra bem o som do Glam Rock, com perfeição.

Se você gosta de filmes diferentes, gosta de filme com a história do rock e primordialmente, gosta de cinema, Velvet Goldmine é um filme indispensável em sua lista.


TRAILER:

                                                                                          

DOWNLOAD DO FILME (RMVB):

Download pelo Megaupload 


Download pelo Enterupload


Download pelo Uploading

ASSISTIR FILME ONLINE:

Pelo Megavideo

3 comentários:

  1. Muito interessante. Ainda não sabia da existência desse filme, agora fiquei com vontade de assistir :D

    ResponderExcluir
  2. Eu poderia dizer mil coisas da sua rezenha mas td q consigo pensar eh: QUERO MT VER ESSE FILMEEEEEEEEEEEEEEE!!! s2

    ResponderExcluir